Tag Archives: renascença

Cristãos de Lisboa andam a “Escutar a cidade” (Rádio Renascença)

Dos vários encontros já realizados saíram vários desafios, mas também o reconhecimento do papel importante que os católicos podem ter como agentes de mudança. É o que sublinha Helena Topa Valentim, da organização da iniciativa Escutar a Cidade.

Para esta professora universitária, é desde logo muito positivo que a organização da iniciativa tenha reunido tantos cristãos: “Estamos envolvidos mais de 30 movimentos e comunidades paroquiais da diocese. O que já é, por si só, um acontecimento. Num balanço que façamos, não podemos ignorar este dado”.

ler mais aqui

Anúncios

O que têm os investigadores, criadores e artistas para dizer à Igreja? (Rádio Renascença)

O que têm os investigadores, criadores e artistas a dizer à Igreja? Muito, dizem os organizadores do “Escutar a Cidade”, que realiza mais um encontro de preparação para o sínodo diocesano de Lisboa, que terá lugar em 2016.

A sessão de quinta-feira, que decorre no Fórum Lisboa, na Avenida de Roma, em Lisboa, entre as 19h00 e as 21h00, tem como tema “Ciência, Arte e Conhecimento”.

ler mais aqui

A pobreza e a crise em análise no “Escutar a Cidade” (Rádio Renascença)

Que resposta deve dar a Igreja à pobreza, ao emprego e à crise financeira? A questão vai lançar, esta quinta-feira, o debate em mais uma sessão do “Escutar a Cidade”, uma iniciativa lançada em Janeiro por vários movimentos e organizações católicas de Lisboa, para ajudar a preparar o Sínodo Diocesano de 2016.

“Pobreza, emprego e crise financeira” é o tema desta que é já a quarta sessão do ciclo, porque, como explica um dos promotores, o jornalista António Marujo, “este teria de ser um dos temas incontornáveis de uma das sessões, uma vez que é uma questão que atravessa a vida, ou que se atravessa na vida de muitas famílias e, logicamente, também que se atravessa na vida e na acção da Igreja e dos católicos”.

ler mais aqui

Vale a pena “escutar a cidade” para saber o que esperam de nós (Graça Franco – Renascença)

O Papa repete o que a Igreja sempre disse, mas concretiza essa mensagem a ponto de forçar a reflexão sobre a aplicação concreta dos velhos ensinamentos. Quase sempre, mesmo dizendo o óbvio, o Papa Francisco tem o condão de produzir a agitação das consciências. A sua pregação de “pastor com cheiro a ovelhas” produz mesmo entre os crentes o efeito de um murro no estômago.

“Descartar os idosos é pecado mortal”. Dito assim trata-se apenas de recordar que continua em vigor o mandato de Deus entregue a Moisés, muito antes da própria vinda de Cristo, no quarto mandamento: “Honra teu pai e tua mãe”. Quem abandona o seu pai ou a sua mãe está obviamente a violar este preceito e incorre num pecado gravíssimo (ofensa a Deus que rompe a própria relação com o Criador), por isso chamado “pecado mortal”.

ler mais aqui

Movimentos querem “escutar a cidade” para o sínodo diocesano (Rádio Renascença)

Um grupo de fiéis católicos, com o apoio de cerca de vinte movimentos, quer envolver as franjas da sociedade, sobretudo aqueles que normalmente são vistos como estando fora da Igreja, no processo de reflexão do sínodo diocesano de Lisboa, que já decorre.

Todos os meses, a partir de Janeiro, haverá uma mesa redonda em que será dada a palavra a “pessoas que não partilham a condição de pertença eclesial”.

ler mais aqui