“Não se pode avançar para a inovação sem respeito pelo passado” (Voz da Verdade)

“As dinâmicas sociais no território da diocese” foi o tema que deu o mote para o terceiro encontro da iniciativa ‘Escutar a Cidade’, que aconteceu no passado dia 5 de março, no Fórum Lisboa, e que contou com a presença do Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente.

Perante dezenas de participantes, Olga Pombo, uma das intervenientes da iniciativa, frisou que “há hoje uma desvalorização da transmissão” contra aquilo que chama o “elogio da inovação”. A filósofa lamentou que se atue “como se a inovação pudesse funcionar sem aquilo que vem transmitido de trás”. Para Olga Pombo, esta é uma ideia que se tem imposto na escola. “Se há Deus, Ele cria a partir do nada. Mas os homens não criam a partir do nada, criam a partir do velho”. A filósofa defende que o respeito pelo que é “velho” é a base da inovação garantindo que “não se pode pensar que se pode avançar para a inovação sem o respeito pelo passado”.

Ler mais aqui

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s