Igreja tem o dever de «pensar para além do totalitarismo da sociedade do trabalho» (Pastoral da Cultura)

O crítico literário António Guerreiro vincou hoje, em Lisboa, que os católicos têm o dever de apresentar alternativas a um modo de vida dominado pela atividade profissional e que renuncia a dimensões essenciais da existência humana.

«Reclamo da Igreja o pensar para além do totalitarismo da sociedade do trabalho», frisou no primeiro encontro do ciclo “Escutar a cidade”, que visa conhecer a reflexão sobre aspetos decisivos da sociedade da parte de quem vive na diocese lisboeta, que se encontra a realizar um sínodo, mas não partilha a pertença eclesial.

ler mais aqui

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s